Post Aleatório . 17-12-2008

Hello

Lu Picoli diz: que mensagem mais tosca eh essa de HELLO? (Elys colocou “Hello” como mensagem visível para amigos no MSN) Elys diz: hahaha, vc é a segunda pessoa que fala isso Lu Picoli diz: hehehehehe pq eh tosco Elys diz: pronto. tirei Lu Picoli diz: vou testar se alguem reclamar depois...

+ Leia na íntegra

FILME#1010 – O Guerreiro Genghis Khan / Mongol – The Rise of Genghis Khan

Categorias: Filmes

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 7.17.51 PM★★★☆☆

Como assisti recentemente à série Marco Polo, do Netflix, que fala de forma extremamente romantizada das aventuras de Marco Polo na Mongólia e China, fiquei interessada pelo assunto e decidi ver mais.

Se o intuito de Mongol é contar um pouco mais da história e dos costumes da época/região, e não ser um bom filme, diria que cumpre bem o seu papel. Dá pra ver um pouco do que se comia, vestia, falava, hábitos, etc etc etc.

Maaas, no quesito “filme”… Vamos ver se consigo resumir: (spoiler alert!) metade do filme mostra como ele foi prisioneiro de várias pessoas e teve de fugir / lutar pela própria vida/pedir ajuda aos céus. Depois, mostra como ele se envolve em duas batalhas (e as ganha) – em cada um delas, há um elemento diferente, especial:

Na primeira, resgatando sua esposa – ele é inteligente pois nota o movimento oculto do inimigo, captura um e usa sua máscara para invadir a aldeia disfarçado. Pronto, o resto é pancadaria.

Na segunda, ele monta uma trincheira no topo de uma montanha, ganhando uma vantagem competitiva a lutar em campo aberto e consegue com isso salvar as famílias dos guerreiros (o costume na época seria largá-los para trás, seriam mortos).

E… tchã nã nã nã… Khan!

Sim, enrola, enrola, faz preâmbulo, enrola, tchan, Khan.

Do nada, ele vira Khan e acabou o filme.

Hã? É.

Ainda curti, pois acho legal coisas dessa época e região. Fora isso, não recomendo. Não mostra outras grandes estratégias, táticas… Parece que ele virou Khan porque o deus do qual era devoto fez chover na hora certa, durante a batalha. Só falta dizer que ele nasceu do suvaco, como Siddhartha.

FILME#1009 – O Hobbit – A Batalha dos Cinco Exércitos / The Hobbit – The Battle of the Five Armies

Categorias: Filmes

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 6.31.33 PM★★★☆☆

Não é preciso de muito esforço mental pra entender porque o terceiro filme do Hobbit não é um filme incrível – vocês leram o original? Se não, ao menos pegaram o livro na mão? Caso não tenham feito isso, eu recomendo. É um livrinho! Pequeno, fácil de ler, para crianças.

Pensem comigo:

3 livros consideravelmente densos do Senhor dos Anéis. 3 filmes longos.
1 livrinho do Hobbit. 3 filmes longos.

A causa de qualquer tédio que você possa sentir é essa – deveriam ter feito um filme, teria sido incrível.

No mais, eventos importantes e interessantes acontecem, a história se conclui e você chora um pouquinho de saudades do Senhor dos Anéis. Por isso, assista o terceiro Hobbit – viva a saga até o final (ooops, começo, afinal o Hobbit é como “Lord of the Rings Origin“). Ao menos foi escrito pelo autor original mesmo, não inventado só pra parir um filme extra.

Só não curti que (spoiler alert!) acabaram com o Smaug assim, ó (visualize uma mão estalando os dedos). Se era pra matarem o bicho tão rápido, que fizessem isso no segundo filme.

(cá entre nós, o final é xôxo ao extremo)

…e agora a dúvida que fica é: vão ter coragem de filmar o Silmarillion? Rsrsrs. Alguém aí aposta algo? Eu aposto que os caras não querem. É missão impossível. Mas dado o potencial $$$$$$$, talvez façam. Veremos.

FILME#1008 – Map to the Stars

Categorias: Filmes

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 6.20.54 PM★★★☆☆

Pra mim, Mapa para as Estrelas é um remake de Crash: No Limite, com personagens mais podres e óbvios.

Sem mais.

FILME#1007 – O Predestinado / Predestination

Categorias: Filmes

Tags: , , ,

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 6.06.56 PM★★★☆☆

O Predestinado é mais uma ficção científica/viagem no tempo de sabor chuchu – é tudo legal mas parece que você já viu tudo antes. E nesse clima de zero novidades, (spoiler alert!) os caras confiam que a revelação absurdamente inesperada (hã?) de que ele é filho dele mesmo e o assassino de si próprio vai ser surpreendente o suficiente pra fazer você proferir um palavrão intensificador de prazer.

Óóóóó meu cérebro deu nó!!! #SQN

Caralho, que puta filme! #SQN

I see dead people! (foi o que pensei quando terminou o filme)

De toda forma, o filme é bacaninha. Não é total perda de tempo.

 

FILME#1005 – Livrai-nos do Mal / Deliver Us From Evil

Categorias: Filmes

Tags: , , , , ,

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 5.13.53 PM

★★★☆☆

Assisti Livrai-nos do Mal há mais ou menos um mês. Agora, tentando lembrar dos detalhes, não conseguia – cheguei a duvidar que tinha assistido. Vendo algumas imagens lembrei de tudo e, posso afirmar, assisti.

É assim que esse filme é marcante! #SQN

Não é ruim, pra quem gosta de filme de demonho (tá, demônio!) com algum suspense, pode assistir que vai se divertir. Acaba aí.

Diz que é baseado em histórias reais. Queria saber se o padre badass é parte da história real, ou se ele foi totalmente ficcionado (pode dizer isso, com o sentido de inventado?).

É raro ver padre assim, em geral podem até ser do mal, mas aparentam ser coxinhas. Exceto o padre da paróquia lá do lado de casa, de quando eu era criança… Enchia a cara de cachaça e saía de moto pelo bairro, ainda vestido com a batina. Era um padre legal, a igreja estava sempre cheia.

P.S.1: Ah, e antes que você diga “mas que vergonha, esse padre precisa ser punido”, saiba que ele já morreu – de cirrose.

P.S.2: E antes que você diga “Você na igreja?!?!” – sim, tive formação católica, fiz catecismo. Só não sigo (nem acredito) em nada disso.

…e lá vai uma fotinho extra, pois no futuro tenho certeza que só vou lembrar do filme se ver algo de dentro. Se isso alivia alguma coisa, o policial e o padre são “meio gatinhos”.

Screen Shot 2015-01-28 at 5.20.37 PM

FILME#1004 – O Despertar do Planeta dos Macacos / Dawn of the Planet of the Apes

Categorias: Filmes

Tags: , , , ,

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 5.06.41 PM★★★☆☆

Não é que Dawn of the Planet of the Apes seja ruim. É bom. Mas algumas coisas me irritaram tanto que minaram um pouco o brilho do filme. Vamos lá:

– é um belo filme de ação

– a história é coerente com os filmes anteriores

– não é cretino como o filme “A Reconquista”, onde em um minuto o cara é um neandertal, no minuto seguinte está pilotando um caça, consegue ser coerente (dentro do que um filme curto pode ser) na evolução da sociedade dos macacos

– é um bom entretenimento

E agora, a tal uma-coisa-ruim-que-detona-todo-o-resto: macacos falantes!

– porque só os macacos líderes falam?

– porque sempre falam pausado e gritado?

– demoram um ano para proferir a primeira palavra – um “não” gritado, ou algo mobral do tipo, para depois começarem a fazer frases com complexas construções gramaticais e tempos verbais…?

Me irritou esse negócio de ver macaco gritando “Eu…. Gosto… de… ler… shakespeare!”… Ou “Nós… vamos… discutir… o… paradigma… da… globalização”. POXA! Devia ser algo como “Mim comer”, ou “Macaco manda”. Não frases complexas.

Enfim, se você não é tão apegado a gestões línguísticas como eu, talvez dê mais estrelas pro filme do que eu dei. Assista, valerá o seu tempo.

FILME#1003 – Edge of Tomorrow

Categorias: Filmes

Tags: ,

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 4.52.09 PM★★★★☆

Desde o lançamento da série Missão Impossível, passei a fugir de tudo que tem o Tom Cruise. Se você não entende o que eu quero dizer, assista o incrivel(mente ruim) Guerra dos Mundos. Representa tudo de ruim que existe em projetos com ele.

De toda forma, é ficção científica e, dessa forma, em algum momento eu sabia que assistiria. No final de contas, não é que gostei?

Um amigo definiu Edge of Tomorrow como O Feitiço do Tempo aka Dia da Marmota com explosões e robôs e, bom, é isso mesmo. Tem uns besteiróis e coisas que poderiam ser diferentes e, além disso, não é assim o filme da minha vida, mas vale o tempo gasto, é entretenimento visual com nerdices e afins. Se gosta de filmes de ação e de sci-fi, assista.

FILME#1002 – Automata

Categorias: Filmes

Tags: , , , ,

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 4.13.34 PM

★★☆☆☆

Sabe aquele filme que promete, promete, mas não entrega nunca? Pois bem, estamos falando de Automata.

O assunto é totalmente do meu interesse e, talvez por isso mesmo, o filme acabou sendo bem besta. Não se aprofundou em nenhum aspecto, somente focou no drama humano do humano (parece redundante, mas não é), e nos passos necessários para a sobrevivência da inteligência artificial.

O que ficou claro pra mim, como “a grande mensagem do filme”, é que pra nós, humanos, sobreviver é um drama e evoluir é algo intangível, acontece ao longo de milhares de anos e não podemos notar. Já para os (ou as?) Automatos, sobreviver é uma obrigação (faça o que for preciso, na hora em que for preciso – sem drama, sem complicações, sem exageros ou ambições) e evoluir é a única coisa que importa de fato – criar novas criaturas sem nenhum apego a convenções ou a reprodução do seu próprio eu.

Na verdade esse último ponto foi o único que me interessou – essa história de que Deus criou o homem à sua própria imagem é deveras egocêntrica. Criemos então novas formas de vida (literalmente, novas formas), sem procurar perpetuar nosso próprio eu nelas. Somente tentando ver como resultado o melhor possível. Mesmo que isso implique em criar um plâncton com vértebras de metal ou uma ave escamada.

E por fim, mais um spoiler: é possível fazer tudo isso (sobreviver e evoluir como uma nova espécie) sem, no entanto, conflitar ou querer eliminar/conquistar a espécie predominante no momento.

Ah ta.

Achei fraco tanto na história como no visual.

E não vou dizer “nem mesmo o Antonio Banderas conseguiu salvar o filme”, porque pra mim ele já não é grandes coisas, por si só, e ainda consegue ser um fator ruim do filme.

FILME#1001 – Sin City – A Dame to Kill For

Categorias: Filmes

Tags: , , , , ,

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Screen Shot 2015-01-28 at 3.49.23 PM★★★☆☆

O segundo filme de Sin City é interessante no primeiro terço, aceitável no segundo e insuportável no último.

As melhores parte são, sem dúvida alguma, as cenas incríveis com a Eva Green. Mulher linda, personagem linda (no sentido gráfico da coisa). Amei.

Já a pior parte é a musa do primeiro filme – conseguiram fazer com a Jessica Alba, nesse filme, o mesmo que fizeram com a atriz que faz a Trinity em Matrix, no segundo e terceiro filme (desculpem-me por não lembrar o nome!) – foram tão violentos que mataram absolutamente o sex appeal da moça. Zero apelo. Ficou parecendo só uma garota remendada fazendo mimimi com facas.* Poderia ser um(a) boneco(a) de pano assassino, que teria o mesmo apelo, o mesmo charme. Não é uma questão de tirarem a beleza de uma mulher – ou de um homem – mas sim de tirar a graça de um personagem – virou um ninguém tentando parecer alguém através do volume da voz. Não curti nem um pouco.

Assisti em versão não 3D (no notebook, no avião) e não sinto que perdi algo por isso. 3D até consegue ser legal em alguns casos, mas em geral acho dispensável. Recomendo, no entanto, assistir no escuro – dado o contraste visual presente em todo o filme.

Recomendo só pela lambança visual. Nada mais. Terei certo medo de assistir um eventual terceiro filme.

…e pra tirar um pouco esse gosto ruim de filme ruim, algumas imagens da parte boa – Eva Green : )

Screen Shot 2015-01-28 at 4.04.55 PM

Screen Shot 2015-01-28 at 4.06.17 PM

 

Screen Shot 2015-01-28 at 4.07.33 PM

Screen Shot 2015-01-28 at 4.07.22 PM

 

 

Filmes e Séries – Agora com Lista e ★!

Categorias: Filmes, Séries

Postado por Lux em: 28-01-2015

0

Claro, óbvio e ululante que não poderia começar uma lista dessas do zero. Afinal, já assisti milhares de filmes, dezenas (ou centenas?) de séries… Assim sendo, declaro para todos os fins que minha lista de “coisas assistidas”, a ser feita a partir de agora, começará no 1000. E sempre que reassistir ou fizer o review de algo prévio, aí sim começarei no zero.

Passarei a classificar os filmes assim (seguindo como uso estrelas para rating de músicas):

★☆☆☆☆ – Bomba, fuja.

★★☆☆☆ – Insípido, na melhor das hipóteses, ou bomba relógio que ficou te irritando por 1:29 e foi desarmada no último minuto. Fuja, exceto em casos de tédio extremo. Você não vai morrer se assistir (mas pode QUERER morrer depois de assistir)

★★★☆☆ – Filme mediano, assista para passar o tempo ou cumprir curriculum.

★★★★☆ – Da hora, maior legal.

★★★★★ – Incrível, amei e casaria com o filme, se fosse possível.